International students applying for a Degree at Faculty of Architecture PDF  | Imprimir |

 

imagem fautl

International students applying for a Degree at Faculty of Architecture
Academic Offer 

International students may apply for a Bachelor or an Integrated Master Degree at Faculty of Architecture (FA) under the CEAIEIC (Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais – Special Call for Admission of International Students). For the application they must

1. Application requirements:

a) Have an academic background in the scientific areas of the Degree for which they are applying;

b) Have the level of Portuguese language knowledge required for the Degree for which they are applying;

Note: FA enforces the policy of requiring classes to be taught in English whenever there is in class one student who is not fluent in Portuguese. In addition, most courses have a cohort taught in English.

c) To comply with the pre-requisites of the Degree for which they are applying and that are stated on the General Admission Regulations.

2. Academic background requirements:

a) The applicants must proof to have knowledge in the scientific areas necessary for the Degree for which they are applying.

b) When the applicant has completed the studies in a Portuguese High School, the application to the Faculty must be done through our DGES (Education Ministry), by getting approval on the national exams foreseen for accessing the Degree for which is applying.

c) The national exams must be done within the three years prior to the application or in the current year;

d) For applicants coming from schools abroad, under the conditions foreseen in the article 20º-A of the Portuguese diploma n.º 296-A/98 from 25th September, the exams used for applying must be considered equivalent, according to what is stated on paragraph b).

e) When the applicant has a degree for which the paragraphs b) and d) don’t apply, he/she should present documentation that shows that his/her academic background has covered the curricular elements demanded by the exams requested on paragraph b).

f) There will be a nominated Judging Committee for evaluating the applications submitted under the conditions of paragraph e)

3. Knowledge of Portuguese Language:

The attendance of any of our study cycles demands that students be an Independent User of Portuguese language (B2, according to the Common European Reference Framework for Languages).

The International applicants who only have the B1 level of Portuguese language can still apply to our Degrees as long as they compromise on doing an annual course of Portuguese Language and Culture.

Excepting for the students who attended the Portuguese High School, International applicants must:

a) Present a DEPLE (Diploma Elementar de Português Língua Estrangeira – Basic Diploma of Portuguese as Foreign Language); or

b) Present a B1 certificate issued by a Faculty of University of Lisbon; or

c) Attend an exam of Portuguese Language and Culture, organized by ULisboa, with prices and calendar published annually.

The International students who didn’t attend a Portuguese High School and didn’t present a DIPLE or B2 certificate issued by a Faculty of ULisboa, must compromise on attending an annual course of Portuguese Language and Culture:

a) The annual course of Portuguese Language and Culture can take place at the same time as the classes for the 1st year of the Degree on which the student has enrolled;

b) At the end of the academic year the student will have to present his B2 certificate of Portuguese;

The student will be obliged to repeat the Portuguese course until he reaches the B2 level and presents the certificate.

These requirements apply despite what is stated in the note in 1b).

4. Available Places and Deadlines:

The number of available places for International students in each study cycle is set annually.

a) The calendar will be published on the webpage of ULisboa;

b) There could be more than one application Call every year.

5. Ranking of applications:

The ranking of the applications will be made according to the criteria specified on the Faculty regulations. If the Faculty doesn’t specify any rules, the ranking will be made by decreasing order of the final average of the high school diploma.

Since there are several international grade scales, all averages will be shown on a scale of approval from 100 to 200, being converted in proportion to that same scale.

In case of a tie between two or more applicants on the last place, the Faculty will open an extra place for each one of them.

The minimum average for applying to any study cycle will be 100, except on the cases where the Faculty regulations specify a more demanding criteria.


Online Applications: 
http://netpa.fa.utl.pt/cssnet/page

PDF: Regulamento/ Regulation  


Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais

Os Estudantes Internacionais, através do CEAIEIC (Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais), podem ingressar na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, num curso de licenciatura ou de mestrado integrado, para o efeito devem:

1. Condições de ingresso:

a) Terem qualificação académica nas áreas do saber requeridas para o ciclo de estudos a que se candidatam;

b) Terem um nível de conhecimento da língua portuguesa requerido para a frequência desse ciclo de estudos;

c) Satisfazerem os pré-requisitos desse ciclo de estudos, fixados no âmbito do regime geral de acesso e ingresso.


2. Qualificação académica:

a) Os candidatos devem demonstrar conhecimentos nas matérias necessárias ao prosseguimento de estudos no curso a que se candidatam.

b) Quando o candidato é titular de curso de ensino secundário português, essa demonstração corresponde à aprovação nas provas de ingresso definidas para esse ciclo de estudo no ano de ingresso, conforme publicitado pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) do Governo Português.

c) As provas de ingresso usadas para a candidatura deverão ser realizadas no ano civil ou nos três anos civis anteriores ao da candidatura.

d) Para candidatos provenientes de sistemas de ensino estrangeiro em que seja aplicável o disposto no artigo 20.º-A do Decreto-Lei n.º 296-A/98, de 25 de setembro, essa demonstração tem como base a homologia com as provas definidas na alínea b).

e) Quando o candidato é titular de curso para o qual não é aplicável o disposto nas alíneas b) e d), deverá apresentar documentação que permita comprovar que, na sua formação escolar, obteve aprovação nas componentes curriculares que integram os conhecimentos abrangidos pelas provas definidas na alínea b).

f) Cabe ao júri do concurso, comprovar as habilitações referidas na alínea anterior.

3. Conhecimento da língua portuguesa:

A frequência de qualquer um dos ciclos de estudo de licenciatura e de mestrado integrado exige um domínio independente da língua portuguesa (nível B2, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas).

Os candidatos internacionais que possuam apenas o nível intermédio de domínio da língua portuguesa (nível B1, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas) podem candidatar-se ao presente concurso especial de acesso, desde que se comprometam a frequentar um curso anual de língua e cultura portuguesa.

Com exceção dos candidatos que tenham frequentado o ensino secundário em língua portuguesa, os candidatos a este concurso especial de acesso têm de:

a) Apresentar um DEPLE (Diploma Elementar de Português Língua Estrangeira) ou;

b) Apresentar um certificado B1 emitido por uma Escola da ULisboa ou;

c) Submeter-se a uma prova de língua e cultura portuguesa promovida pela ULisboa, sujeita a tabela de emolumentos e preços da ULisboa, e que terá lugar em calendário publicitado anualmente.

Os estudantes internacionais que não tenham frequentado o ensino secundário em língua portuguesa e que não façam prova de ter um DIPLE (Diploma Intermédio de Português Língua Estrangeira, nível B2), ou um certificado B2 emitido por uma Escola da ULisboa, comprometem-se a frequentar um curso anual de língua e cultura portuguesa:

a) A frequência desse curso pode ser simultânea à frequência do 1.º ano do ciclo de estudos em que o estudante se inscreveu;

b) No final do ano, o estudante deverá demonstrar que atingiu o nível B2.

Enquanto não for atingido o nível B2, o aluno é obrigado a reinscrever-se no curso de língua e cultura portuguesa até que atinja o referido nível de domínio da língua portuguesa.

4. Vagas e prazos:

1. O número de vagas para cada ciclo de estudos é fixado anualmente:

a) O referido calendário é divulgado na página da ULisboa;

b) Pode haver mais do que uma fase de candidatura.

5. Seriação:

A seriação é feita de acordo com os critérios definidos na regulamentação da Escola responsável pelo ciclo de estudos.

Na ausência de definição de critérios de seriação pela Escola, a seriação é feita por ordem decrescente da classificação final no ensino secundário.

Atendendo à existência de várias escalas, todas as classificações devem ser expressas na escala de aprovação de 100 a 200, sendo convertidas proporcionalmente para essa escala.

Sempre que dois ou mais candidatos em situação de empate disputem o último lugar, são criadas vagas adicionais.

A classificação mínima de candidatura para cada ciclo de estudos é de 100, exceto nos casos em que a regulamentação da Escola prevista no artigo 21.º estabeleça um critério mais exigente.

6. Divulgação dos resultados:

A lista de seriação dos candidatos é divulgada no site da Faculdade de Arquitetura.

Candidaturas Online: http://netpa.fa.utl.pt/cssnet/page

PDF: Regulamento/ Regulation 


Mais informações / Further Informations:
Secretaria de Graduação


Actualizado em Quarta, 27 Agosto 2014 15:01
 
Copyright © 2013 FAULfacebook