fbpx

Outgoing (from FA to abroad)

ERASMUS+

Thank you for being so interested in Lisbon School of Architecture. We forwarded your email to the competent department, so you should wait for a reply in the following days. We wish you all the best,Eramus+ is the EU program in the fields of education, training, youth and sport for the period 2021-2027. Education, training, youth and sport are key areas that support citizens in their personal and professional development. Ultimately, when education and training, as well as informal and non-formal learning, are inclusive and of high quality, they provide young people and participants of all ages with the qualifications and skills they need to participate meaningfully in society. Democracy, intercultural understanding and a successful transition to the labor market. Building on the program's success in the 2014-2020 period, Erasmus+ intensifies its efforts to increase the opportunities offered to more participants and a wider range of organisations, focusing on its qualitative impact and contributing to more inclusive societies and cohesive, greener and ready for the digital age. The Erasmus+ program allows for mobility activities between European Higher Education institutions, enabling the mobility of students, recent graduates, teaching and non-teaching staff, for periods of learning, teaching and training. Students can develop their mobility in European HEIs with interinstitutional agreements established with the FA, through two modalities: Student Mobilities for Studies (SMS) or Student Mobilities for Internships (SMT). Internship mobilities may occur up to 12 months after completing one of the study cycles (1st, 2nd or 3rd cycle). There is also the International Credit Mobility Erasmus+ (ICM) action, whose main objective is to deepen academic cooperation between European HEIs and HEIs in the rest of the world.

 

The program provides the attendance of a period of study with full academic recognition, in a higher education institution based in a country of the European Union or in other European countries that joined the Programme. Erasmus+ allows students to enjoy an international experience that will enhance them not only in the academic and scientific areas but also in the individual component, through the enrichment of their linguistic and cultural knowledge and about the education system of other European countries. Students participating in this initiative can study mobility periods at an institution with a bilateral Erasmus agreement, for a minimum duration of 3 months (90 days) and a maximum of 12 months. Mobilities must take place during the current period of the school year.

Students can take as many mobility opportunities (for studies and/or internships) as possible, within the scope of the study cycle they attend. This mobility cannot exceed 12 months in total (the period of mobility for studies, for internships and as recent graduates), within the same cycle of studies. If they have already carried out mobility within the scope of the LLP-Erasmus programme, within the same cycle of studies, the total duration of the mobility undertaken is deducted from the 12 months of mobility to which they are entitled within the scope of Erasmus+. Students from any degree-granting study cycle (bachelor, master or doctorate) can apply for the Erasmus+ programme, in accordance with the following requirements:
> Students of the 1st cycle - from undergraduate and integrated masters - who have completed 60 ECTS credits, attending the 4th semester at the time of application, competing for a mobility to be carried out in the 5th semester;
> Integrated Master's students, attending the 6th semester (for mobility to take place in the 7th or 8th semester);
> Students attending the 8th semester, provided that they have entered the FA only for the 2nd cycle, and may apply only for a semester mobility, taking place in the 9th semester.
Note: Only the students referred to above, who have completed 120 ECTS credits before leaving for the host school, can carry out the mobility.

> Non-integrated Masters students, attending the 2nd semester, can only apply for a semester mobility, taking place in the 3rd semester;

> PhD students enrolled or with the thesis project seminar curricular unit completed, when the deadline to conclude the PhD is longer than the mobility period.

Note: Doctoral students will only be able to carry out the mobility with the approved thesis project seminar curricular unit and will only be able to request the thesis defense after the return of the mobility. Mobilities to the student's country of official residence are not allowed if the student is not Portuguese.

Students should consult the websites of partner foreign higher education institutions to collect information about them, study plans, application deadlines, calendars, location, language courses, accommodation and other relevant information.

Application for mobility vacancies:

(ATTENTION)

Applications are made exclusively through the Fénix Platform.

Only students enrolled in the academic year 2022/23 in the Degrees, Masters and Doctorates of the Faculty of Architecture can apply. Please note that once the form has been submitted, it cannot be changed. The ranking will not be made in order of receipt of applications, so we ask that you make the final decision after consulting the information on the partner schools' websites (study plans, language certificates that are required, cost of living, etc.).

See here the Regulamento de mobilidades 2023/24.

See here the Lista de Escolas Erasmus+ (apenas para mobilidades a decorrer no ano letivo 2023/24) - 2ª fase

See here the Lista de Escolas Intercâmbio fora da Europa (apenas para mobilidades a decorrer no ano letivo 20232/24)

 

Seriação e colocação:

Critérios de seleção:
> A seriação dos candidatos é efetuada com base no cálculo da média ponderada por ECTS de todas as unidades curriculares concluídas.

Em caso de empate, serão também utilizados os seguintes critérios, por esta ordem:

(1) Número de créditos ECTS e unidades curriculares já realizadas;

(2) menor número de matrículas para atingir o número de créditos ECTS;

(3) nota mais alta na unidade curricular de projeto, ou equivalente, no semestre mais recente;


Resultados da seleção:
Aceitação da vaga:

A confirmação da aceitação das mobilidades deverá ser submetida nos 3dias consecutivos, após a publicação dos resultados. Os alunos que não efetuarem a aceitação da vaga de mobilidade no prazo estipulado no número anterior perdem o direito à mesma. 

Preparação do dossiê de candidatura à IES:
Uma vez concluído o processo de aceitação da vaga por parte dos candidatos, o gabinete de mobilidades e saídas profissionais inicia o processo de nomeação dos estudantes junto das instituições parceiras, dando início à formalização as mobilidades.

Nesta altura, o gabinete entrará em contacto, via e-mail ou telefone, com os candidatos selecionados, para informar sobre a formalização da candidatura junto da universidade de destino, o preenchimento de formulários e deadlines, a bolsa de mobilidade Erasmus+, as responsabilidades de todos os intervenientes no processo de mobilidade (aluno, procurador, IES de acolhimento, gabinete de mobilidades).

Caso a formalização da candidatura junto da instituição de acolhimento se efetue online diretamente pelo estudante, deverá ser dado conhecimento ao gabinete.
Simultaneamente, o aluno deverá recolher informação sobre a universidade de destino, nomeadamente em termos de calendário académico, alojamento, serviços, procedimentos próprios, etc. O aluno é responsável por resolver questões relacionadas com alojamento e questões práticas da mobilidade (viagens, calendário académico, envio dos formulários obrigatórios para a instituição de acolhimento, inscrição nos cursos de preparação linguística (cursos oferecidos pela instituição de acolhimento), cartão europeu de seguro de doença, etc.). O aluno deve procurar preparação linguística adicional na língua do país de destino, caso seja considerado necessário.

Documentos/minutas necessários:

> Formulário de participante, com os dados pessoais e académicos do estudante;
> Learning Agreement (Section to be completed BEFORE THE MOBILITY) - contrato de estudos entre o participante, a IES de origem e a IES de acolhimento. Este documento é obrigatório e deve ser validado pelo coordenador científico do gabinete antes de partida;
> Procuração – Os estudantes devem deixar uma procuração, nomeando um representante, de preferência da zona de Lisboa, para tratar de assuntos relacionados com a mobilidade. Nomeadamente, o procurador terá de se deslocar à reitoria para assinar o contrato de estudante Erasmus+, que é o documento final que formaliza o estatuto Erasmus+ e que permitirá receber a bolsa. Uma vez que normalmente este documento só é emitido após inicio da mobilidade, a procuração será fundamental para este processo.

See here the instruções para candidatura no Fénix.

 

Germany

Hochschule Niederrhein

RWTH - Aachen University

Bauhaus-Universität Weimar

Beuth Hochschule für Technik Berlin - University for Applied Sciences

Technische Universitat Munchen

University of Applied Sciences for Media, Communications & Busines Administration (HMKW), Berlin

Burg Giebichenstein Kunsthochschule Halle

Austria

Technische Universität Graz

Belgium

K.U. Leuven - Faculty of Architecture

Université de Liège

Université Catholique de Louvain

Universite Libre de Bruxelles

Croatia

University of Zagreb - Faculty of Architecture

Denmark

Aalborg University - Dept. Arch., Design and Media Technology

Slovenia

University of Ljubljana - Faculty of Architecture

University of Ljubljana - Academy of Arts and Design

University of Ljubliana - Faculty of Natural Sciences and Engineering

University of Maribor

Spain

Universidad de Alcalá

Universidad de Sevilla

Universidad Politécnica de Madrid

Universidad de Las Palmas de Gran Canaria

Universidad Del Pais Vasco – ETSA San Sebastian

Universidad Politécnica de Catalunya - ETSA el Vallès

Escola Técnica Superior de Arquitetura de Barcelona - ESTSAB

ESNE-Escuela Universitaria de Diseño, Innovación y Tecnología

Universidad de Málaga

LCI Barcelona - Escola Superior de Deseño - Felicidad Duce

France

École Nationale Supérieure d’Architecture Paris-Malaquais

École Nationale Supérieure d’Architecture Paris-La Villette

École d’Architecture Paris-Belleville

École Nationale Supérieure d’Architecture de Marseille

École Supérieure des Arts Appliqués et du Textil - Roubaix

Finland

Tampere University

Greece

A.T.E.I. of Central Macedonia

University of Thessaly

Netherlands

Technical University of Delft

Faculty of Engineering Technology - University of Twente

Hungary

Budapest University of Economics and Technology

University of Pécs

Budapest Metropolitan University of Applied Sciences

Italy

Università degli Studi di Roma La Sapienza

Politécnico di Torino

Politécnico di Milano – Facoltà di Architettura

Politécnico di Milano – Facoltà del Design

Università degli Studi di Camerino

Università degli Studi di Roma Tre

IUAV - Università degli Studi di Venezia

Università degli studi di Sassari

Università degli Studi di Genova

Università degli Studi della Campania "Luigi Vanvitelli"

Alma Mater Studiorum - Università di Bologna

Politecnico di Bari

Universitá degli Studi di Ferrara

Università degli studi di Firenze

Latvia

Riga Tecnhical Univ. - Fac. Architecture and Urban Planning

Art Academy of Latvia

Lithuania

Vilnius Technical University

Vilnius Academy of Arts

Norway

Oslo School of Architecture

Poland

Koszalin University of Technology

Poznan University of Technology

Gdansk University of Technology

University of Ecology and Management in Warsaw

Silesian University of Technology

Wroclaw University of Technology

UK

University of Southampton

Kingston University

Czech Republic

Czech Technical University in Prague

Romania

“Ion Mincu” University of Architecture and Urbanism Bucarest

Technical University “Gheorghe Asachi”

Sweden

Malmö University,School of Arts and Communication

Lund University, The Faculty of Engineering LTH

Turkey

Yildiz Technical University

Istanbul Technical University

 

Other Partner Countries

Argentina

Universidad de Buenos Aires

Universidad Torcuato Di Tella

Brazil

Universidade Católica de Petropolis

Universidade Federal do Rio de Janeiro - FAU

Universidade de São Paulo

PUC Rio de Janeiro

PUC Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí

Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Centro Universitário Augusto Motta (UNISUAM)

UNIFACS - Universidade Salvador

Fundação Mineira de Educação e Cultura - FUMEC

Universidade de Caxias do Sul

Universidade Federal Fluminense

Instituto Federal de São Paulo

Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo

Canada

School of Architecture - Dalhousie University

South Korea

INHA University

Israel

Bezalel Academy of Arts and Design

Lebanon

Notre Damme University - Louaize

Mexico

Universidade Nacional Autonoma de Mexico

Macao

University of Saint Joseph - Faculty of Arts and Humanities

Malaysia

Universiti Teknologi Mara

Morocco

École Nationale d'Architecture - Rabat (ENA-Rabat)

École Supérieure des Arts Visuels de Marrakech

Thailand

Chanapatana International Design Institute (CIDI)

 

No inicio da mobilidade, os estudantes têm 15 dias para enviar, para o gabinete de mobilidades, os seguintes documentos atualizados, devidamente preenchidos, assinados e carimbados:
> Learning Agreement (Section to be completed DURING THE MOBILITY);
> Declaração de estada ou Certificate of Stay - Documento comprovativo do período de mobilidade Erasmus+, através do qual se contabilizam os meses de mobilidade para cálculo da bolsa Erasmus. Nesta fase, o documento deverá vir preenchido, assinado e datado pela instituição de acolhimento nos campos respeitantes à "chegada".

No final da mobilidade, todos os alunos são obrigados a trazer da IES de acolhimento três documentos, que têm de entregar no gabinete de mobilidades e saídas profissionais, até 15 dias após o regresso:
> Declaração de estada ou Certificate of Stay - Documento comprovativo do período de mobilidade Erasmus+, através do qual se contam os meses de mobilidade para cálculo da bolsa. O documento preenchido inicialmente, à chegada, deverá ser completado com a data do regresso e novamente assinado e datado.
> Transcript of Records - Declaração ou certificado com as avaliações das disciplinas concluídas na universidade de acolhimento. Se não for possível trazer o Transcript of Records em mão, é necessário confirmar qual o serviço da IES de acolhimento que ficará encarregue de enviar o documento por correio.
Nota: Estes documentos são exigidos para o reconhecimento académico na FA e para o acerto da bolsa de mobilidade Erasmus+.
> Relatório do pedido de equivalências Relatório Final Erasmus+;
> É ainda obrigatório o preenchimento do relatório final.
Nota: Este relatório é de preenchimento online e é enviado para o endereço de e-mail do aluno, no final da mobilidade e após entrega da documentação anteriormente referida.

O Programa Erasmus+ disponibiliza uma bolsa de apoio à mobilidade, cujo montante é fixado anualmente pela Comissão Europeia. Esta bolsa destina-se a cobrir as despesas resultantes de um índice de custo de vida mais elevado no país de destino. Consulte aqui a Tabela de bolsas.

Com a entrega do Transcript of Records (certificado onde constam as disciplinas concluídas com aproveitamento na IES parceira) e o preenchimento do relatório do pedido de equivalências, o processo de reconhecimento do período de mobilidade Erasmus+ fica quase completo. O relatório do pedido de equivalências é preenchido pelo estudante, em Microsoft Word, e entregue no gabinete de mobilidades para ser apreciado e assinado pelo coordenador científico do gabinete. Em paralelo, as disciplinas realizadas em Erasmus+, serão inseridas no Fénix, para que passem a constar do processo individual do aluno.

IMPORTANTE:
> As unidades curriculares que os estudantes efetuem na instituição de acolhimento serão reconhecidas na FA, desde que correspondam ao que foi previamente definido, nos termos do contrato de estudos (Learning Agreement for Studies);
> No caso de o estudante efetuar unidades curriculares na instituição de acolhimento que não correspondam ao que foi previamente definido, nos termos do contrato de estudos (Learning Agreement for Studies), não é garantido o seu reconhecimento;
> As unidades curriculares que não forem reconhecidas poderão ser indicadas no suplemento ao diploma (pedido no final do curso), como tendo sido realizadas como extracurricular pelo estudante em mobilidade Erasmus+;
> O estudante em mobilidade Erasmus deverá concluir, na instituição de acolhimento, as unidades curriculares constantes do seu contrato de estudos e obter aí a respetiva classificação final, pelo que não poderá usufruir, na FA, da melhoria de nota, quer dessas unidades curriculares, quer das unidades curriculares que lhe forem reconhecidas.
> O reconhecimento só pode ser considerado por cada escola face à apresentação da transcrição de notas, emitida pela instituição de acolhimento;
> Caso o estudante não cumpra a totalidade do contrato de estudos na instituição de acolhimento, o coordenador Erasmus deverá decidir quais as unidades curriculares na instituição de origem que não se consideram creditadas, garantindo sempre que o número de créditos realizados na instituição de acolhimento é igual ou superior ao das unidades curriculares a serem creditadas na instituição de origem.
Tabela de Conversão de Notas

As mobilidades de estudantes para estágios realizam-se entre instituições de ensino ou em empresas.

Os estágios têm uma duração mínima de 2 meses (60 dias) e, máxima de 12 meses.

Os estudantes podem candidatar-se ao programa Erasmus+ para realizar um estágio curricular ou extracurricular numa instituição de ensino superior, numa empresa ou noutra organização, durante os seus estudos, ou nos 12 meses imediatamente seguintes.

Para tal, devem encontrar uma instituição de acolhimento que lhes emita uma carta de aceitação, indicando o período em que o estágio irá decorrer. Para o efeito, devem entrar em contacto direto com as instituições do seu interesse, enviando o seu Curriculum Vitae e solicitando a realização de um estágio. Poderão, também, contactar os gabinetes Erasmus de instituições de ensino superior, solicitando apoio na procura de um local para estágio no âmbito do programa Erasmus.

Estes estágios não acarretam custos para as empresas que recebem os estudantes, sendo que algumas instituições de acolhimento atribuem um apoio financeiro aos estudantes. Os alunos em mobilidade têm um orientador de estágio na instituição onde o realizam e um tutor na universidade de origem, que são responsáveis pela supervisão e apoio científico e pedagógico necessários.

Podem candidatar-se ao programa Erasmus+, em mobilidade para estágios, estudantes regularmente inscritos num curso conferente de grau na FA, independentemente da sua nacionalidade.
No caso de o estudante já ter participado no programa Erasmus+, durante o atual ciclo de estudos, deve ter em atenção que a duração total dos períodos de mobilidade Erasmus (as realizadas e a que se propõe realizar) não podem ultrapassar os 12 meses por ciclo de estudos, independentemente do número de vezes que participou, ou do tipo de ação (estudos/ estágio/ períodos combinados).
Notas:
> Os cursos de mestrado integrado contam como dois ciclos de estudo, sendo possível realizar 24 meses de mobilidade.
> Não são permitidas mobilidades para o país de residência oficial do estudante, se este não for português.

O estudante interessado em efetuar a candidatura a um programa de estágios deve contactar o gabinete de mobilidades e saídas profissionais.

 

Passo a passo:
> Submeter a candidatura no gabinete de mobilidades e saídas profissionais;
> Procurar e contactar as instituições para realizar seu estágio;
> Uma vez que receba a confirmação de que pode ser aceite para realizar um estágio, o candidato deve solicitar uma carta de aceitação à instituição;
> Definir o plano de estágio e submeter para aprovação tanto do coordenador Erasmus+ do curso, como do orientador de estágio;
> Preencher os formulários que servirão de base para a abertura do processo e emissão do respetivo contrato de estudante Erasmus+ na reitoria;
> Solicitar o cartão europeu de seguro de doença na Segurança Social, na ADSE ou em outros subsistemas de Saúde, consoante o caso;
> Pesquisar e providenciar alojamento e viagens.

 

Antes de partir:
> Entregar, no gabinete de mobilidades e saídas profissionais, o Training Agreement devidamente assinado pela ULisboa (na escola), pela instituição de acolhimento e pelo estudante.
NÃO ESQUECER DE LEVAR:
> Cartão de cidadão/ bilhete de identidade ou passaporte;
> Cartão europeu de seguro de doença;
> Carta de aceitação instituição de acolhimento, bem como a indicação da pessoa de contacto a quem se deverá dirigir à chegada à instituição de acolhimento;
> Confirmação do alojamento (se aplicável);
> Algum dinheiro para os primeiros dias.

 

Antes de regressar:
> Declaração de estada, com as datas de chegada e partida, devidamente assinada e carimbada pela instituição de acolhimento, à data da partida;
> Documento com a avaliação do estágio pelo tutor da instituição de acolhimento, assinado e carimbado.

 

Quando chegar:
> Entregue no gabinete de mobilidades e saídas profissionais:
> Declaração de estada;
> Documento com a avaliação do desempenho do estudante durante o estágio;
Nota: Após a entrega da declaração de estada, será acionado o envio do relatório de estudante por e-mail, através de uma plataforma europeia (Mobility Tool) e que deverá submeter no prazo de 15 dias.

A avaliação e o reconhecimento dos estágios Erasmus+ difere de escola para escola, dependendo das circunstâncias em que o estágio é realizado (estágio curricular - realização de componente prática da dissertação ou tese de mestrado ou de doutoramento - ou estágio extracurricular). Em todos os casos, é sempre necessário existir uma avaliação formal por parte da instituição de acolhimento e um parecer do orientador da ULisboa. O período de mobilidade para estágio poderá ou não ser objeto de creditação, sendo que os estágios Erasmus+ de estudantes realizados durante o ciclo de estudos, serão registados no suplemento ao diploma. No caso dos estágios de recém-graduados, por se tratar de um estágio Erasmus+ realizado após a conclusão do ciclo de estudos, não há lugar a um reconhecimento oficial destas mobilidades nos documentos de final de curso (certificado/ suplemento ao diploma). No entanto, cada escola deve solicitar a emissão de um Europass mobilidade, no sentido de reconhecer a realização do estágio Erasmus+ para os seus recém-graduados (documento a ser preenchido pela instituição de origem e pela instituição de acolhimento). Em todos os casos, é sempre necessária uma avaliação formal por parte da instituição de acolhimento, que comprove o aproveitamento com sucesso das atividades desenvolvidas durante o estágio Erasmus+, juntamente com um parecer do tutor de estágio na ULisboa, no sentido de validar a atribuição da bolsa Erasmus.

O programa Erasmus+ disponibiliza uma bolsa de apoio à mobilidade, cujo montante é fixado anualmente pela Comissão Europeia. Esta bolsa destina-se a cobrir as despesas resultantes de um índice de custo de vida mais elevado no país de destino. Tabela de bolsas

Antes da mobilidade:
Documentos/minutas para candidatura:
> Curriculum Vitae em modelo Europass; - https://europass.cedefop.europa.eu/pt/documents/curriculum-vitae
> Carta de aceitação;
> Learning Agreement para estágios - documento word (Section to be completed BEFORE THE MOBILITY);
> Certificado de disciplinas realizadas (para os estudantes) ou certificado de habilitações (para os recém-graduados);
> Formulário de participante (Esta ficha é de preenchimento obrigatório e visa atualizar dados pessoais e confirmar as datas da mobilidade para atribuição da bolsa)

Documentos/minutas para formalização do processo de mobilidade:
> Minuta de procuração - documento PDF;
> Cartão europeu de seguro de doença (CESD) - http://www4.seg-social.pt/pedido-cartao-europeu-seguro-doenca

Depois da mobilidade:
No final da mobilidade, até 30 dias após o seu regresso, todos os participantes deverão entregar no gabinete de mobilidades e saídas profissionais um conjunto de documentos.
Documentos/minutas para finalização do processo de mobilidade:
> Certificate of Stay - documento Microsoft Word;
> Learning Agreement para estágios - documento Microsoft Word (Section to be completed AFTER THE MOBILITY);
> Assessment Grid (para estágios Eramus+ que são, simultaneamente, estágios curriculares de 1.º ciclo) - documento PDF OU Assessment Grid (para estágios Eramus+ extracurriculares para estudantes ou recém-graduados ou para estágios Erasmus+ que são, simultaneamente, estágios curriculares de 2.º ciclo) - documento Microsoft Word;
> Europass Mobility - documento Microsoft Word;
> Relatório final Erasmus - preenchimento e submissão online (link enviado para o endereço de e-mail do participante, no final da mobilidade e após entrega da documentação anteriormente referida).

Nota: Estes documentos são exigidos para o reconhecimento académico na FA e para o acerto da bolsa de mobilidade Erasmus+ e International Credit Mobility Erasmus+ (ICM),

 

Lisbon School of Architecture is closer to you!

icon facebook icon twitter icon instagram icon youtube icon linkedin

 

©2018 Communication Office and Multimedia Office of Lisbon School of Architecture

Search