fbpx

Mestrado em Ordenamento do Território e Urbanismo


 

O Mestrado em Ordenamento do Território e Urbanismo (MOTU) visa fornecer formação avançada na reflexão crítica e na prática do planeamento e da gestão do território, dando resposta a uma procura efetiva e potencial por parte de todos os agentes no domínio do urbanismo e do ordenamento do território. Os alunos do MOTU ficam habilitados a intervir ativamente, de modo qualificado e inovador, na formulação de estratégias e soluções concretas para os problemas que se colocam no planeamento, na construção, na requalificação e na gestão de espaços urbanos e metropolitanos.
Visão Global
Historial
O curso resulta da articulação de esforços entre três escolas da Universidade de Lisboa - Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT), Faculdade de Arquitetura (FA) e Instituto Superior Técnico (IST) -, que se caracterizam por uma longa tradição e experiência no ensino e inovação neste campo partilhado do saber. Todas estas instituições são membros da AESOP (Association of European Schools of Planning) a mais importante associação europeia de escolas de planeamento o que confere ao curso mais um fator importante de reconhecimento internacional.
 
Objetivos
Este mestrado permitirá aos estudantes desenvolverem competências como: 
  • Refletir criticamente a relação entre a sociedade e o território;
  • Aplicar técnicas avançadas e inovadoras de tratamento de informação na análise de problemas e respostas no âmbito do ordenamento do território e do urbanismo;
  • Contribuir para a conceção, implementação e avaliação de estratégias e políticas territoriais integradas de crescimento inteligente, inclusivo e sustentável;
  • Conceber planos de incidência territorial, bem como os respetivos documentos de acompanhamento, monitorização e avaliação;
  • Formular soluções inovadoras, integradas e participadas no âmbito do ordenamento do território e do respetivo processo de planeamento e gestão;
  • Avaliar os custos e benefícios das soluções e dos projetos, identificar e gerir os conflitos na fase de conceção e implementação e apoiar a tomada de decisão;
  • Comunicar de forma eficiente e inovadora os problemas identificados e os resultados e propostas de intervenção territorial.
 
Destinatários
Serão consideradas todas as candidaturas de alunos com formação superior como Geografia, Arquitetura, Engenharia Civil, do Território ou do Ambiente, Arquitetura Paisagista, Economia, Sociologia ou outras áreas afins que partilhem, pelo menos em parte, preocupações com o desenvolvimento e qualificação do território.
 
Saídas Profissionais
Proporciona dois tipos de saídas profissionais: de investigadores e de técnicos de ordenamento e gestão territorial, ambos pautados pelo rigor científico e o espírito de inovação e iniciativa. Os seus empregadores são organismos públicos e entidades privadas de consultoria, bem como instituições de investigação.
O curso recorrerá aos acordos e parcerias celebrados com autarquias e instituições governamentais, para disponibilização de informação e oferta de estágios.
 
Investigação
O corpo docente do MOTU está envolvido em diversos projetos de investigação financiados, de âmbito nacional e internacional, integrando redes científicas e em articulação com autarquias, instituições governamentais e o tecido empresarial. A participação dos alunos nas linhas de investigação desenvolvidas é estimulada e entendida como um recurso de grande interesse para a formação avançada e capacitação profissional.
 
Regime de Funcionamento
O curso é oferecido durante a semana em período laboral e em regime presencial. Os alunos terão aulas nas instalações das três escolas, usufruindo dos recursos e da interação académica distintiva de cada uma.
 
Língua
As aulas são dominantemente lecionadas em português, complementadas com apresentações e recursos em inglês para alunos internacionais e em mobilidade. Algumas unidades curriculares poderão ser integralmente lecionadas em inglês.

Coordenação
A Coordenação do Curso é assegurada por três docentes indicados por cada uma das três instituições e pela Comissão Científica, com a seguinte composição atual:
- Carlos Dias Coelho (FA)
- Maria do Rosário Partidário (Coord. IST)
- Eduarda Marques da Costa (Coord. IGOT)
- Mário Vale (IGOT)
- José Manuel Simões (IGOT)
- João Rafael Santos (Coord. FA)
- Luís Sanchez Carvalho (FA)
Candidaturas
Estrutura e Plano de Estudos
Acreditação
Publicações Oficiais
Política de Cookies

O site da FA.ULisboa utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação.
Ao clicar em qualquer ligação nesta página está a permitir que possamos definir cookies no seu navegador de internet.

Search